domingo, 29 de abril de 2012

O medo de ofender é maior que o medo da dor

The Girl with the Dragon Tattoo (Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres) é, antes de tudo, um filme bem feito. Com ótima trilha sonora e personagens bem caracterizados. A trama (que também é boa) serve apenas como pano de fundo para uma direção de primeira, como já era de se esperar.

Meu corte vai para duas cenas:

Cena 1 – Apresentação da protagonista-heroína-investigadora (“Acho que você não gostará dela. [...] Ela é diferente. Em todos os sentidos.”)
Cena 2 – Apresentação do assassino, ao som de Enya (“Por que as pessoas não confiam em seus instintos? [...] Só tive que oferecer uma bebida.”)

Não costumo fazer isso, mas esse filme é do tipo “investigação, mistério, vítimas e assassinos”, então eu não veria a segunda cena antes de ver o filme...

A primeira cena:



A segunda cena:



“The fear of offending is stronger than the fear of pain.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário