segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Vagabundos por fora, bibliotecas por dentro

Farenheit 451: “a temperatura em que o papel dos livros incendeia e começa a queimar” (!). Com esse título (um tanto quanto nerd), o filme, adaptado de romance homônimo, conta a história de um futuro onde livros são proibidos, por ameaçarem a felicidade das pessoas, cabendo aos “bombeiros” queimá-los e perseguir/prender aqueles que os mantêm. Neste cenário, a cena que escolho mostra a comunidade formada pelas pessoas-livro, refugiados da sociedade que escaparam (de uma forma ou outra) das perseguições e se propuseram a manter vivo o conteúdo dos livros:

Nenhum comentário:

Postar um comentário